Logo_novo_rapgol_site
Search
Close this search box.
Search
Close this search box.
Conheça o Museu Under, o perfil no twitter que está resgatando os clássicos do rap underground
Conheça o Museu Under, o perfil no twitter que está resgatando os clássicos do rap underground

Conheça o Museu Under, o perfil no twitter que está resgatando os clássicos do rap underground

Título com Cor Branca

Contribua com o jornalismo independente

Botão com Dimensões

Gabriel, 24 anos, morador de Guarulhos, mais um apreciador do nosso bom rap nacional, está dedicando seu tempo revivendo clássicos através do perfil @Museuunder no Twitter.

 

O rap nacional hoje é a música mais ouvida no País, movimenta milhões e segue salvando vidas até hoje. Bastante gente desse publico de hoje em dia nem se quer faz uma pesquisa sobre os artistas que chegaram antes ou foca apenas em um ou outro artista da cena atual, ter pessoas como o Gabriel, que está disposto a fazer essa correria de linha do tempo no rap nacional, temos que dar um suporte, divulgando, comentando entre amigos, para que venha mais e mais pessoas dispostas a aprender e entender como o rap nacional se tornou o que é hoje.

Nos tempos atuais acaba sendo tudo muito fácil comparado aquela época, o acesso, as músicas, o gênero, mas 15/10 atrás tínhamos pessoas e grupos que ficaram pra trás porque era quase impossível um rapper ou grupo viver da sua arte no Brasil, ainda mais se você cantava rap, era maior perrengue, quase não existia shows com voos de avião, cachês acima de 5/10k, Por isso muitos grupos que o Museu Underground postar, você não vai encontrar mais na ativa.

O perfil posta discos, artistas e grupos que fizeram muito barulho numa determinada época onde o rap não tinha holofote nenhum ou até tinha, mas numa bolha bastante simbolica. E todas pessoas listadas, tem um trabalho praticamente perfeito, ainda mais pra época em questão, todos materiais diversificados com métricas, flows e baragadocios que cada vez mais tá difícil de se encontrar nos rappers e trappers atuais. Sei que tem uns ou outros, mas antigamente, você tinha que ter um milhão de habilidades com o microfone na mão para no mínimo ter a chance de ser ouvido e ganhar algum tipo de destaque.

Vale a pena você conferir o perfil do Museu Underground, ele está listando discos e pessoas que todo mundo que é fã de rap deveria ouvir, principalmente se você nunca ouviu falar em “Quinto Andar”, “Subsolo”, “Hurakan”, “Stefanie”, “Contra Fluxo”, entre tantos outros trabalhos e artistas que seguem atemporal nos fones de ouvidos da galera.

Joaozin

Jornalista, fotógrafo, amante do rap nacional e fã nato do Baianinho de Mauá.

Caso voce tenha perdido

Rapgol Magazine - 2024, todos os direitos reservados por R4PRESS AN