Chris Beats ZN

Autor – ROGER MORAIS

Apesar da pouca idade – 23 – a sua visão é de gente grande. Chris Beats ZN é produtor musical responsável por alguns dos hits mais tocados atualmente no Brasil, como em “Corte Americano“, ao lado de Filipe Ret e L7NNON; “Jogadão pelo Manguinho“, em parceria com os MCs Cabelinho e Maneirinho e o mais recente single do artista, intitulado “Minha Vez“, junto com 2T, TZ da Coronel e Cinquenta, que já somam dezenas de milhões de visualizações nas plataformas de áudio e vídeo.

Com relação a sua sonoridade, muito embora tenha uma levada mais sombria, a suavidade presente nos sopros e cordas resulta em uma combinação que traz o melhor de seu talento nos beats. Prova disso é que Chris Beats acaba de ser consagrado como “Produtor Revelação do Ano” pelo Prêmio Genius Brasil 2021, importante projeto colaborativo digital, o qual contou com competente corpo de jurados. Ou seja, podemos esperar que o artista tem tudo para alcançar patamares ainda maiores.

Qual foi aquele que nunca ouviu a tag “bigodin finin… cabelin na régua… jogadão pelo manguinho“? Além de DJ e beatmaker, Chris Beats é um dos donos da SoudCrime, canal digital que reúne vários artistas conhecidos e ao mesmo tempo serve de porta de entrada para vários outros. Hoje, como fruto de alguns anos de empenho e dedicação, ele vê sua vida se transformar. “Isso tudo é muito gratificante, todo reconhecimento onde passo, vários fãs do meu trabalho me acompanhando diariamente nas redes muito maneiro tudo isso”, afirma.

Nós da RAPGOL Magazine acompanhamos e admiramos o trabalho do artista. Em uma conversa exclusiva, o jovem fala um pouco sobre sua origem profissional, as dificuldades que ainda permeiam sua carreira, sua rotina de trabalho, deixando claro que ainda neste semestre o público pode contar com novidades. Acompanhe abaixo:

Agradecimentos: Marcus Edilson

Chris Beats Zn RAPGOL MAGAZINE
chris beats zn rapgolmagazine 5

RAPGOL Magazine – É uma imensa satisfação poder parar para trocarmos essa ideia. Conta para quem ainda não lhe conhece, quem é Chris Beats e de onde veio.

Chris Beats ZN Satisfação imensa. Me chamo Cristiano e sou conhecido como Chris Beats Zn. Tenho 23 anos, nascido e criado na Zona norte do Rio de Janeiro.

Sou Beatmaker e DJ no cenário do Trap e já trabalhei com diversos artistas como Filipe Ret, Mc Cabelinho, L7nnon, Xamã, Flora Matos entre outros e atualmente sou um dos donos do canal chamado “SoudCrime” no qual lançamos diversos artistas e conta com mais de 200 mil inscritos.

Hoje estou seguindo com minha carreira como artista/beatmaker e meu ultimo lançamento foi o clipe chamado “Minha Vez”, que conta com participação de Tz da Coronel, 2T e Cinquenta.

RAPGOL Magazine – A partir de quando você viu que a música era o seu caminho? Quando de fato você iniciou sua carreira como profissional?

Chris Beats ZNQuando eu criei meu primeiro beat, ali eu vi na prática que eu era capaz, e isso eu tinha por volta de uns 14/15 anos. E assim que fiz minha primeira batida uns amigos meus me convidaram pra fazer parte de um grupo de rap chamado Velafa no qual lancei meus primeiros trabalhos. Desde criança tive o sonho de ser DJ e já tocava em programas de PC nas festinha de família.

RAPGOL Magazine – Quais foram ou continuam sendo os seus maiores obstáculos como profissional?

Chris Beats ZNA falta de investimento. Por eu ser artista independente é bem difícil lançar os trabalhos porque eu gosto que tudo saia com uma qualidade impecável e todos sabemos que pra isso precisa-se de um investimento bom. Consigo entregar meus trabalhos em alta qualidade porém a quantidade de trabalhos lançados acaba ficando menor.

RAPGOL Magazine – Quais são as suas maiores referências dentro da música?

Chris Beats ZNMinhas maiores referências no meio da música como artista são Papatinho, Laudz o Wc no Beat. Minhas referências são bastante nacional, porque as realidades são parecidas, e aí consigo me identificar melhor, mas musicalmente curto os trabalho do Metro
Boomin
, DJ Khaled, Murda Beatz

RAPGOL Magazine – Em quais gêneros musicais que você mais gosta de atuar em suas produções?

Chris Beats ZNTrap, Funk… Escuto Bastante coisa e ouço muito rádio e pego um pouco de referência de cada musica que eu ouço e me agrada independente do gênero, junto tudo e aplico nas minhas produções de Trap.

RAPGOL Magazine – Como você tem visto toda essa mudança ocorrendo em sua vida?

Chris Beats ZNTudo como sempre sonhei. Eu conseguindo minha casa própria trabalhando com o que amo, com dinheiro das musicas que faço. Isso tudo é muito gratificante, todo reconhecimento onde passo, vários fãs do meu trabalho me acompanhando diariamente nas redes muito maneiro tudo isso.

RAPGOL Magazine – A faixa “Corte Americano” do Ret com o L7, é uma das músicas mais escutadas no Brasil. Como surgiu este instrumental marcante?

Chris Beats ZNFui na sessão com Ret e L7nnon e sai dali com as vozes e a base do projeto. Dai fui colando em estúdios e produzindo o beat na calma, detalhe por detalhe, e com mão de amigos produtores dando ideias pro trabalho sair impecável. Sempre procurei ouvir opinião de amigos pra ir melhorando os detalhes que passou batido por mim.

RAPGOL Magazine – Os seus beats carregam sempre umas melodias de sopro ou cordas. Você toca algum instrumento?

Chris Beats ZNNão toco nenhum tipo de instrumento, manjo minimamente de teclado mas não considero que toco. Gosto de melodias de sopro ou corda porque elas suavizam meus beats que costumam ser dark, a maioria é instrumento virtual.

chris beats zn rapgolmagazine 1

RAPGOL Magazine – Atualmente você tem produzido seus sons com quais ferramentas?

Chris Beats ZNEu uso um Macbook e monitores de áudio somente, com o software ( Ableton Live/ Fl Studio ). Essas são minhas ferramentas.

RAPGOL Magazine – O uso do autotune tem limites. Como você classifica esta ferramenta dentro do Rap?

Chris Beats ZNHoje em dia até que a galera está sabendo usar direitinho, mas no inicio quando começou a explodir as musicas com autotune, alguns artistas não sabiam usar e aplicavam, e dai ficava uma coisa bem ruim.

Atualmente gosto bastante da estética do auto tune, ajudou muita gente a se encontrar como cantor. Tem musicas e musicas que combina, eu não acho tão maneiro o auto tune em tudo, como por exemplo em música acústica.

RAPGOL Magazine – Você acaba de ser consagrado como ‘Produtor Revelação do Ano’ de 2021 através do Prêmio Genius Brasil. Como foi para você receber a novidade e como você enxerga tudo isso?

Chris Beats ZN Foi muito gratificante porque eu sempre quis ganhar esses prêmios que rolam e eu nunca tinha sido indicado e dessa vez fui indicado a 3 categorias, e consegui ficar em numero 1 na categoria produtor revelação do ano e em segundo lugar na categoria Instrumental do ano.

RAPGOL Magazine – De todas as seus trabalhos feitos até aqui, tem aquele que você considera o seu favorito?

Chris Beats ZNO meu trabalho favorito já lançado é o Minha Vez, por ser meu projeto e eu ter dedicado todo meu tempo no trabalho no geral desde clipe, mixagem e masterização e fazendo o beat. Foram diversas sessions pra ela ficar finalizada do jeito que eu queria e consegui alcançar o resultado desejado.

RAPGOL Magazine – Como tem sido para você lidar com rotina, trabalhos e projetos em meio a uma pandemia que vem assolando a nossa sociedade?

Chris Beats ZNFoi bem complicado, porque sempre curti o calor humano, os network nos eventos, as sessions em estúdios e quando veio a pandemia acabou tudo isso e me deu bastante bloqueio criativo na época. Mas na pandemia fui estudando e melhorando.

RAPGOL Magazine – Poderia citar para nós três artistas que, ao seu ver merecem maior destaque do público?

Chris Beats ZNAnezzi, Scarp e $pace

RAPGOL Magazine – Aqui na RAPGOL Magazine nós tratamos tanto de música quanto do lifestyle do futebol. Sendo assim te pergunto: Qual o seu time de coração? E porque?

Chris Beats ZNMeu time de coração é o Vasco, Porque meu pai é vascaíno automaticamente já nasci vascaíno e tenho orgulho de ser não mudaria.

RAPGOL Magazine – Quais são as suas três camisas de time prediletas?

Chris Beats ZNNão sou muito fã de futebol e não acompanho, tenho uma camisa do Corinthians porque acho bonitona e a do Vasco só.

chris beats filipe ret

RAPGOL Magazine – Podemos aguardar mais novidades ainda neste semestre?

Chris Beats ZN Sim, estou preparando os lançamentos e já já a próxima tá na pista.

RAPGOL Magazine – Qual a dica você pode dar para quem quer iniciar e seguir uma carreira como DJ ou beatmaker?

Chris Beats ZNPra quem quer seguir a carreira de beatmaker tem que estudar muito, e todo tipo de estudo é válido: pode ser escutando músicas, assistindo diariamente e praticando as aulas que tem no YouTube e em outras plataformas. Invista nisso. Basta só ter um computador e um fone/caixa pra começar.

RAPGOL Magazine – Qual a mensagem que você gostaria de deixar para a galera?

Chris Beats ZNGostaria de dizer a todos vocês que pra você realizar seu sonho só depende de você, e corre atrás porque só se vive uma vez e quanto antes melhor a parada é o agora.

zb57cb scaled

Jornalista, nascido no Centro do Rio em 1990. Já passou por veículos de comunicação impressa e também pelo rádio.

Torcedor do Grêmio, amante do futebol latino-americano e inglês.